Home   Sobre

Sobre

ENGENHO CENTRAL

O Engenho Central é um dos mais belos cenários arquitetônicos do Estado de São Paulo e, talvez, do Brasil, conhecido por inspirar poetas, artistas, arquitetos, jornalistas, pesquisadores científicos, turistas, amantes da história e da cultura. Ele é também um significativo sítio histórico da evolução urbana de Piracicaba. Um patrimônio devidamente tombado em âmbito municipal (CODEPAC) e estadual (CONDEPHAAT) e em processo de tombamento nacional pelo IPHAN.

Encravado dentro de um parque com mais de 85 mil m², à margem direita do rio que dá nome à cidade, seu conjunto de imponentes edificações datadas dos séculos XIX e XX que um dia abrigaram moendas, caldeiras e armazéns para a produção e estocagem de açúcar e álcool, vem sendo criteriosa e gradativamente recuperado e revitalizado.

Sua preservação, em todas as instâncias, traduz respeito incondicional às gerações passadas e mantém viva boa parte da história de Piracicaba, do açúcar e do álcool em São Paulo e no Brasil.

Neste valioso conjunto histórico, os vazios de tempo e espaço aos poucos são preenchidos pelas moendas da arte e da cultura. O Engenho Central torna-se um importante complexo artístico cultural, que recebe anualmente importantes eventos como o Salão Internacional de Humor de Piracicaba, Virada Cultural Paulista, Paixão de Cristo e tantos outros. Desde março de 2012 passou a abrigar também o Teatro Municipal Erotídes de Campos, dotado de estrutura cênica de primeiríssima qualidade.

Toda esta recuperação e revitalização só foi possível graças à ação do Poder público que em agosto de 2012, finalizou o pagamento do precatório de R$ 27 milhões referente à aquisição do Engenho Central, tornando-o propriedade pública de todos os piracicabanos.

ESTRUTURA FÍSICA:

1. Armazéns 9 e 10 (sem restauro) – barracão com 3.400 m², parcialmente fechado
2. Armazém 11 (sem restauro) – barracão com 223 m², totalmente fechado
3. Armazém 13 (sem restauro) – barracão com 247 m², totalmente fechado
4. Armazém 14 (totalmente restaurado) – salão com 500 m²; auditório de 290 m², 130 lugares, som, telão, ar condicionado; sanitários; cozinha industrial equipada
5. Armazém 14B (sem restauro) – barracão com 1.680 m², totalmente fechado
6. Armazém 14C (sem restauro) – barracão com 989 m², totalmente fechado
7. Armazém 15 (sem restauro) – barracão com 199 m², totalmente fechado
8. Armazém 17 (sem restauro) – barracão com 924 m², sem fechamento lateral, sanitários
9. Anexo 17 (beira-rio) – área livre com 1.620 m² – recebe até 1.500 pessoas
10. Anexo 14C (beira-rio) – área livre com 1.750 m² – recebe até 1.500 mil pessoas
11. Grande Pátio – área livre com 6.300 m² – recebe até 15 mil pessoas
12. Pátio 14 – área livre com 1.100 m² – recebe até mil pessoas

Clique aqui e conheça mais sobre o Engenho Central, em pesquisa organizada , ano-a-ano pelo jornalista Marcos Vanceto.

Clique aqui e veja fotos históricas do Engenho Central