Home   Cultura   Alvorada de Lírios no Teatro do Engenho

Alvorada de Lírios no Teatro do Engenho

Como atração da 18ª Semana Erotídes de Campos, a SEMAC (Secretaria Municipal da Ação Cultural apresenta na próxima quinta-feira, 10 de outubro, às 20h no Teatro do Engenho, O espetáculo “Alvorada de Lírios”, com a Orquestra Sinfônica de Piracicaba. A entrada é gratuita.

Sob regência de André Micheletti, a Orquestra apresentará um programa com compisções de Erotídes de Campos, Georges Bizet, Pietro Mascagni e L. van Beethoven. Os arranjos são de Egildo Pereira Rizzi, ex-maestro da orquestra, que morreu recentemente.

ORQUESTRA SINFÔNICA DE PIRACICABA – Em atividade a mais de 100 anos, a quase 20 anos, a Orquestra Sinfônica de Piracicaba intensificou seu trabalho, a partir do apoio da Prefeitura e da Câmara Municipal de Piracicaba, por meio de Lei Municipal. Com apresentações ao longo de cada ano, com destaque desde 1996, para o “Concerto da Cidade de Piracicaba” e o espetáculo “Alvorada de Lírios” (em homenagem ao centenário de nascimento de Erotídes de Campos), esse verdadeiro patrimônio do povo piracicabano é uma das orquestras mais antigas do Brasil ainda em atividade.

A Origem da Orquestra Sinfônica de Piracicaba remonta ao último ano do século XIX. Lázaro Lozano foi o primeiro regente da orquestra da cidade, cuja primeira apresentação ocorreu no dia 24 de março de 1900, na matriz de Santo Antônio. A centenária Orquestra chega aos dia atuais norteada pelos fundamentos que a mantém desde o princípio, tendo promovido nos últimos anos magníficos espetáculos.

ANDRÉ MICHELLETTI – Natural de Piracicaba, André Micheletti tem duplo doutorado pela Indiana University em Violoncelo e Violoncelo Barroco. Foi bolsista da CAPES-Fulbright em seus doutorados. Mestre em Violoncelo e Pedagogia do violoncelo pela Northwestern University em Chicago, e Bacharel em violoncelo pela Unicamp.

Participou de festivais de música nacionais e internacionais, além de aulas particulares e master classes. Atualmente é professor de violoncelo no Instituto Baccarelli, na Faculdade Cantareira, no Conservatório de Tatuí e coordenador pedagógico do Instituto Fukuda. É diretor artístico do Festival Internacional de Música Erudita de Piracicaba. Em 2013 recebeu o Troféu Fabiano Lozano, entregue pela SEMAC.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*